A Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Roraima inaugurou a nova sede administrativa da instituição, com mais uma edição do projeto OAB Cultural e a presença da diretoria do Conselho Federal da OAB.

Participaram da solenidade de inauguração o presidente da OAB Nacional Cláudio Lamachia, o diretor tesoureiro do Conselho Federal Antonio Oneildo, conselheiros seccionais,  profissionais da advocacia e autoridades.

Para Rodolpho Morais, presidente da OAB/RR, a entrega da nova sede representará um divisor de águas para a advocacia roraimense. “O momento é histórico e simbólico porque estamos entregando uma estrutura física que foi pensada nas funcionalidades e no funcionamento da Seccional através das comissões, do Tribunal de Ética, com salas de reuniões, com salas para Prerrogativas e Direitos Humanos. E tudo contemplado com o que há de mais moderno”, ressaltou.

Para ele, ganha a classe, mas também o cidadão que reconhece na Ordem dos Advogados do Brasil uma instituição aguerrida no papel de defender os  direitos de quem procura a OAB para denunciar e pedir apoio para cobrar melhorias sociais.

“A OAB não é uma entidade que atende somente os interesses da advocacia. Nós somos defensores e a voz da sociedade. Portanto, aqui também é a casa da cidadão para qualquer questão, seja de direitos humanos ou defesa do consumidor entre outros. Ou seja, essa estrutura possui esse perfil: darmos mais condições de atendimento a toda população e a toda a advocacia”, observa.

O diretor tesoureiro do Conselho Federal, Antonio Oneildo, concorda e ressalta que a construção de um novo espaço busca o fortalecimento da advocacia de Roraima e da OAB no estado. “Hoje nós funcionamos de forma improvisada porque não temos os espaços necessários e adequados para as Comissões, ou para o colega, que deseja contribuir mais, e não consegue porque estamos improvisados. Não tínhamos um local adequado para reunir, para planejar, para trabalhar em prol da advocacia, em prol da sociedade”, argumenta.

“Por isso, fizemos um esforço de agir e interagir, junto ao Conselho Federal, no sentido de captar esse recurso e de aplicá-lo com essa compreensão: de construção de um espaço que tem por objetivo acomodar, apoiar no que for necessário para a realização e desempenho desses trabalhos e dessas atividades no interesse social, no interesse da advocacia”, concluiu.

Acessibilidade e mais conforto são os destaques da nova estrutura

O projeto da nova sede da OAB foi elaborado a partir de uma visão de arquitetura moderna, com preceitos de praticidade e beleza, sem esquecer os aspectos tecnológico e ecológico. O objetivo é garantir conforto sem esquecer a preocupação com a acessibilidade.

Ainda com o viés de arquitetura sustentável, ele explica que a questão de eficiência energética foi incluída no projeto. As centrais de ar, por exemplo, são dos modelos que não poluem e as luminárias são de LED, que consomem menos energia. Além disso, a estrutura foi preparada para instalação de energia fotovoltaica. Todo o telhado está reforçado e preparado para receber os painéis solares e transformar a luz do sol em energia e consequentemente suprir a demanda da OAB.

A sede sairá da antiga estrutura que era de cerca de 600m²  construídos para pouco mais de 1.400 m². O valor total do investimento foi de R$2.398.900,00, oriundos do Conselho Federal da OAB.

OAB Cultural

A OAB Cultural abre espaço para profissionais da advocacia e estudantes de Direito apresentarem seus projetos artísticos. Na programação constou a exposição de miniaturas de aeronaves e veículos, confeccionadas pelo advogado Alberto Jorge. O lançamento do livro ‘Infanticídio indígena brasileiro: direito à vida vs direito à cultura’, do advogado Israel Andrade e a participação de estudantes de direito com apresentações musicais e de violino.

Publicado em:  http://www.oabrr.org.br, com informações da Assessoria da OABRR.